5 passos para deixar o medo do dentista!

5 passos para deixar o medo do dentista!

Sentir medo de ir ao dentista é uma situação muito comum entre a população portuguesa. Contudo, hoje em dia não pode ser um fator que o impeça de procurar tratamento médico. Sempre que tiver algum problema com a sua saúde oral e com seus dentes, consulte o dentista, pois o seu sorriso merece todo os cuidados para estar sempre bonito e saudável.

Antigamente era comum extrair os dentes ao mínimo sintoma possível, justificando-se assim o medo de ir ao médico dentista. A boa notícia é que este cenário pertence ao passado! Atualmente, a medicina dentária tem como objetivo manter os dentes naturais e tratá-los de forma a evitar a extração. Com os recursos modernos e avançados disponíveis no mercado, é possível fazer tratamentos para os casos de cáries, gengivites, periodontites, entre outras doenças da boca, devolvendo a saúde oral e deixando os dentes naturais saudáveis, sem que seja necessário extraí-los.

Só em casos severos, onde não existem mais recursos de tratamento e em que a saúde oral do paciente está comprometida, é que a extração do dente acontece, sempre com o consentimento do paciente. O dente nunca será arrancado sem que permita a realização deste procedimento, bem como a colocação de um implante dentário, para substituição do dente perdido, irá depender da sua aprovação.

Atenção: todo este procedimento tem por objetivo principal devolver a sua saúde oral e reabilitar o seu sorriso. Os nossos dentes têm funções extremamente importantes para o nosso organismo, pois trituram os alimentos e permitem que a nutrição seja funcional. Além disso, influenciam a respiração e a fala. A questão estética é importante, mas não é a principal quando a função dos dentes já está comprometida.

Por isso, nos dias de hoje, em que há técnicas modernas, diferentes cuidados de higiene e ferramentas que tornam os tratamentos dentários praticamente indolores e rápidos, não há qualquer razão para temer a ida ao dentista.

Para ajudá-lo e tranquilizá-lo sobre o trabalho do dentista, indicamos 5 passos para que não sinta qualquer medo ou insegurança durante o tratamento.

Com as nossas dicas, verá que visitar o dentista e cuidar da saúde oral pode tornar-se um hábito tão comum como ir ao seu médico de família:

1 – Aceite o problema. Verifique se a sua saúde oral está diferente, se tem mau hálito, se os dentes estão amarelados, feios, moles, com dores ou mesmo se tem sangramentos nas gengivas. Se sim, deve procurar um dentista para manter os seus dentes em dia, pois a sua saúde oral está dar-lhe sinais de que algo não está bem e de que precisa de tratamento dentário.

2 – Procure testemunhos. Converse sobre o seu problema com amigos e familiares – certamente que eles conhecem algum profissional de confiança para lhe indicar e que fará um ótimo trabalho pela sua saúde oral. Desta forma, já se sentirá mais seguro para marcar a sua consulta. Se não tem referências, visite a nossa página e informar-se sobre os tratamentos.

3 – Converse abertamente com o dentista. Explique-lhe o seu histórico, fale sobre a sua higienização oral, se sente dificuldade para se alimentar ou se tem sangramentos. Verá que já vai se sentir melhor! Os dentistas estão preparados para lidar com as ansiedades e medos dos pacientes, para fazer o melhor plano de tratamento e tirar todas as suas dúvidas!

Vai finalmente realizar o seu tratamento dentário? Ótima decisão!

4 – Quando começar o seu tratamento, é importante que o dentista explique passo a passo o procedimento, assim, ficará mais confortável e confiante. Não se preocupe com a dor, pois estará anestesiado, e assim não vai sentir qualquer dor ou desconforto durante todo o tratamento.

5 – Por fim, mantenha o hábito de visitar o seu dentista regularmente, de preferência a cada 6 meses. A assiduidade aliada a uma boa higiene oral reduz a necessidade de intervenções mais invasivas e complicadas.

Comece já hoje a superar o medo e mude a sua saúde oral em 5 passos! Volte a sorrir sem receios.


One Reply to “5 passos para deixar o medo do dentista!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *